Sociedade | 17-11-2013 00:05

Instituto Bernardo Santareno reentra em cena no próximo ano

"Novembro, Mês de Santareno", uma iniciativa da Câmara Municipal de Santarém e do seu Instituto Bernardo Santareno (IBS) nascida nos tempos de Moita Flores como presidente da autarquia, desapareceu de cena nos dois últimos anos. Aliás, neste Novembro, mês em que nasceu o dramaturgo escalabitano, a agenda cultural da autarquia não contempla qualquer actividade ligada ao escritor, autor de múltiplas peças de teatro. Um cenário que deverá ser corrigido já no próximo ano, diz o presidente da autarquia, Ricardo Gonçalves (PSD).O próprio IBS, nascido da iniciativa de Moita Flores e liderado por Vicente Batalha até à demissão deste, em Dezembro de 2012, encontra-se em inactividade prolongada, pelo menos no que toca a iniciativas públicas. A gala Santareno saiu há um par de anos do calendário cultural da cidade e o Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno foi notícia recentemente, mas pelas piores razões. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo