Sociedade | 21-11-2013 16:44

Vigilante de escola de Minde acusado de agredir aluna de 14 anos

Um vigilante da Escola Secundária 2/3 de Minde, no concelho de Alcanena, vai ser julgado pelo crime de ofensas à integridade física que, supostamente, terá cometido contra uma aluna de 14 anos que frequentava esse estabelecimento de ensino. A acusação do Ministério Público, a que O MIRANTE teve acesso, refere que, a 23 de Março de 2012, cerca das 14h00, a jovem estaria a maquilhar outra colega, num dos corredores da escola, quando o vigilante chegou e lhe terá dado um murro no braço, deixando a mesma cair o pincel de maquilhagem ao chão. Quando se inclinou para apanhar o objecto, a rapariga, actualmente com 16 anos, terá sentido um forte puxão de cabelos, tendo ficado sem cabelos numa região do couro cabeludo, como atestam as fotografias apensas ao processo. O homem, de 64 anos, contesta a acusação e diz que foi a jovem que o tentou agredir com uma esferográfica. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo