Sociedade | 09-12-2013 13:36

Moradores dos Arados vendem entre si os hortícolas que sobram nos quintais

No lugar dos Arados em Samora Correia, concelho de Benavente, a população vai começar a vender num mercado junto à igreja aquilo que lhes sobra nos quintais. Além de permitir à população fazer algum dinheiro a ideia facilita também a vida à comunidade, já que a maioria da população é idosa e assim não precisa de sair da aldeia para comprar os produtos alimentares que precisa.Numa aldeia onde não há mini-mercado a iniciativa está a entusiasmar quem ali vive. A ideia partiu dos dirigentes da Associação de Desenvolvimento Cultural e Recreativo dos Arados (ADCRA), que usam uma pequena banca ao lado da sua sede, junto à igreja, para dinamizar o pequeno mercado, que só deverá entrar em pleno funcionamento no início do próximo ano.“Há aqui pessoas que ficam com excesso de couves, batatas ou alfaces nos quintais. A ideia inicial era que o mercado fosse de trocas, ou seja, quem precisasse de batatas vinha aqui trocar por alfaces, por exemplo. Hoje em dia a ideia é de que quem tem esses excessos os venda a quem precisa”, explica Maria Aurora Nunes, tesoureira da direcção da ADCRA. * Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo