Sociedade | 13-12-2013 00:03

Ex-presidente do Cartaxo atribui louvor ao irmão comandante da polícia

Paulo Varanda e o irmão Sérgio Pombo Mendes
No dia em que cessava funções, o ex-presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Varanda, decidiu fazer um louvor ao irmão, Sérgio Pombo Mendes, que é comandante da esquadra local da PSP. Varanda, que optou por não levar antecipadamente o assunto à reunião do executivo, mandou também publicar no Diário da República o louvor de duas páginas em que enaltece o trabalho do irmão. O novo executivo, que tomou posse poucas horas depois, vai ter que pagar cerca de 250 euros pela publicação e só recentemente descobriu o louvor e o despacho de Varanda (agora vereador da oposição) a autorizar a despesa. Não é habitual os presidentes de câmara mandarem publicar em Diário da República (DR) louvores a polícias. Normalmente os presidentes, mas sobretudo os executivos camarários, limitam-se a mandar os louvores para o comando distrital da PSP como forma de agradecimento pelas boas relações institucionais e pelo trabalho desenvolvido. Mas se estes forem publicados no DR passam a ter valor no currículo. Apesar de não ser emitido pelas entidades que têm competência disciplinar sobre os polícias, neste caso passam a ter a mesma importância e têm de ser considerados em caso de concursos de promoções na carreira. Prevê-se que nos próximos dois anos abra concurso para comissários, ao qual pode concorrer Pombo Mendes. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo