Sociedade | 19-12-2013 12:55

Autarca acusa PSP de só andar nas ruas de Alhandra para fazer trabalhos gratificados

O novo presidente da União das freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz não está contente com o trabalho da Polícia. Mário Cantiga acusa a PSP de se empenhar pouco na redução da criminalidade que, alerta, está em números assustadores. E diz que os polícias só andam na rua a fazer gratificados, trabalho realizado fora das horas de serviço por conta de empresas ou entidades públicas.O autarca está tão desiludido com a PSP que até disse em declarações a O MIRANTE que preferia que a união de freguesias fosse patrulhada pela GNR na sua totalidade. Recorde-se que a PSP patrulha a vila de Alhandra e a GNR tem a responsabilidade sobre São João dos Montes e Calhandriz. “Há verdades que têm de ser ditas. Só sentimos a polícia na rua quando é preciso fazer um buraco. E estão lá porque nos estão a cobrar qualquer coisa”, critica.Apesar dos números da polícia apontarem para uma baixa criminalidade em Alhandra, Mário Cantiga diz que esses são “números do Governo” e que a PSP “tem de dizer que tudo está mais seguro”, quando na realidade não é isso “que se vê todos os dias” na vila. NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo