Sociedade | 25-12-2013 08:17

Governo questionado sobre situação do castro de São Martinho, em Alcobertas

O Bloco de Esquerda, através da deputada Catarina Martins, apresentou na Assembleia da República uma pergunta dirigida ao Secretário de Estado da Cultura sobre a situação do sítio arqueológico do Castro de São Martinho, na freguesia de Alcobertas, concelho de Rio Maior:“É particularmente lamentável que, como alerta o Portal do Arqueólogo, da Direcção Geral do Património Cultural, a estação arqueológica do Castro de S. Martinho se encontre em perigo, porque ameaçada por uma pedreira que labora no lado Oeste do sítio”, refere a deputada questionando que medidas estão previstas, e qual o seu prazo de execução, para assegurar que o Castro de S. Martinho possa ser devidamente preservado, estudado e aproveitado para o desenvolvimento cultural, turístico e económico da região onde se insere.A deputada recorda que o Castro de S. Martinho é um povoado fortificado, da Idade do Bronze/Idade do Ferro, com três linhas de muralhas, que se localiza a uma cota máxima de altitude de 300 metros, no cume do Monte de S. Martinho, entre os lugares de Casal da Velha e Teira.“Para além da sua relevância científica ainda tão inexplorada, o Castro de São Martinho, que possui uma extensa vista panorâmica, com um raio de alcance visual para Santarém, Serra de Montejunto e Serra de Aire, apresenta também um grande potencial para se tornar um pólo de atracção turística, associado ao conjunto de património edificado da freguesia de Alcobertas, nomeadamente o dólmen, a gruta, o forno e os silos medievais”, considera o Bloco de Esquerda.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo