Sociedade | 23-07-2015 00:08

Câmara de Tomar com processo de contra-ordenação na Autoridade Tributária

A Câmara Municipal de Tomar foi alvo de um processo de contra-ordenação levantado pela Autoridade Tributária (AT) por causa da venda de um livro sobre o centenário do União de Tomar. Um cidadão deslocou-se ao Cine-Teatro Paraíso, em Tomar, e quis adquirir um exemplar do livro. O problema é que a máquina que emite os recibos não estava a funcionar, tendo o funcionário pedido ao senhor para esperar. Este não aceitou e decidiu escrever a sua queixa no livro de reclamações. A presidente do município, Anabela Freitas (PS), esclareceu em sessão camarária que esta foi a razão para o facto de haver um processo de contra-ordenação na AT.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo