Sociedade | 29-07-2015 13:44

Jovens estrangeiros maravilhados com hospitalidade de Arrouquelas

Jovens estrangeiros maravilhados com hospitalidade de Arrouquelas
A simpatia e a hospitalidade da população de Arrouquelas estão a fazer as delícias dos dezasseis jovens oriundos de 12 países que estão até ao fim de Julho na aldeia do concelho de Rio Maior a recuperar as fontes da localidade no âmbito de um projecto internacional. Dizem que na pacata aldeia "as pessoas estão sempre a sorrir" e prontas a cumprimentá-los com um simpático "bom dia".A recepção aos jovens estrangeiros foi calorosa. "Tivemos uma festa de boas-vindas numa piscina com churrasco e partilhamos gastronomias dos diferentes países. A comida portuguesa é óptima e super saborosa", afirma entusiasmada Maria Kostensko, 22 anos, natural de Moscovo (Rússia), que se diz uma "fã" de pastéis de nata. Este é o primeiro campo de trabalho de férias em que participa e está a adorar a experiência. "Em casa passava os dias no computador e a ver televisão. Aqui eu aprendo novas línguas e conheço muitas pessoas", realça. O dia de trabalho começa cedo. Depois de uma noite de descanso na sede da Associação Recreativa e Cultural de Arrouquelas, os jovens tomam o pequeno-almoço e repartem-se em dois grupos pela Fonte do Pote e pela Fonte da Breja. Apanhavam folhas secas do chão, caiam as paredes, limpam as zonas envolventes. No muro da Fonte da Breja, o jovem pintor Francisco Camilo pinta com latas de tinta vivazes sapos sobre um fundo em tons de azul turquesa e verde claro. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo