Sociedade | 06-08-2015 00:06

Director da Escola de Gestão e presidente do Politécnico de Santarém em rota de colisão

Proposta de revisão dos estatutos do IPS é vista como um atentado à autonomia das várias escolas e já foi contestada abertamente. A extinção dos conselhos pedagógico e científico existentes e a possibilidade de nomeação dos directores das escolas pelo presidente do Politécnico estão no epicentro de mais uma polémica.

Uma proposta de revisão dos estatutos do Instituto Politécnico de Santarém (IPS) subscrita pelo presidente dessa entidade, Jorge Justino, foi abertamente contestada pelo director da Escola Superior de Gestão de Santarém (ESGTS), Vítor Costa, que alega estar em causa a autonomia das várias escolas que compõem o IPS. Numa comunicação enviada a professores e funcionários da ESGTS, a que O MIRANTE teve acesso, o director da escola diz que a proposta entregue por Jorge Justino ao Conselho Geral do IPS "pretende retirar toda e qualquer autonomia às escolas". Isto porque deixariam de ter conselhos técnico-científicos e conselhos pedagógicos próprios, os seus directores passariam a ser nomeados pelo presidente do Politécnico (actualmente são eleitos pela comunidade escolar) e os serviços administrativos seriam reduzidos ao mínimo, eliminando-se até o lugar de secretário de escola."Ora, quem tem cursos, alunos e professores são as escolas e é em função desta realidade que temos de defender o reforço da nossa autonomia científico-pedagógica, assim como a existência nas escolas de serviços técnico-administrativos que garantam o seu eficaz funcionamento", alega Vítor Costa, recordando nessa comunicação, datada de 10 de Julho, que "em tempo, os directores das várias escolas do Instituto tomaram posição conjunta em defesa da nossa autonomia, em ofício dirigido ao presidente do Conselho Geral, e com conhecimento ao presidente do IPS.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo