Sociedade | 07-11-2015 14:05

Descobriu a paixão pela escrita durante uma baixa prolongada

Descobriu a paixão pela escrita durante uma baixa prolongada

Custódio Raposo é desenhador e apresentou o seu segundo livro em Alpiarça, sua terra natal.

Custódio Raposo nasceu em Alpiarça há 57 anos. É desenhador de profissão e só há cerca de um ano descobriu a paixão pela escrita. Uma lesão num ombro direito, onde o tendão começou a rasgar, deixou-o de baixa prolongada, situação em que ainda se encontra, num processo de recuperação lento e doloroso. Sem poder praticar pesca nem pintura, os seus passatempos preferidos, começou a recordar as memórias dos tempos que passou em Alpiarça (onde viveu até aos 20 anos) e do que os seus pais e avós lhe contavam e colocou tudo no computador. Depois de escrever um dos capítulos do primeiro livro - publicado o ano passado _ decidiu enviá-lo ao professor universitário e actual candidato a Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.Fê-lo por email e ficou espantado quando na manhã seguinte tinha a resposta do ex-comentador político na sua caixa de correio electrónico. "Disse-lhe que eu não tinha tido o prazer de o conhecer pessoalmente mas que a minha mãe já lhe tinha vendido uns melões, quando ele parou para comprá-los à beira da Estrada Nacional em Vale de Cavalos, há muitos anos. Deu-me a sua opinião sobre a minha escrita e explicou-me que revelava que era um iniciante neste mundo, que tinha que mudar algumas coisas mas incentivou-me a continuar e a não desistir. Aquilo deu-me coragem para continuar", recorda Custódio Raposo a O MIRANTE.* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo