Sociedade | 07-11-2015 01:07

Proprietário do Campo das Pratas dificulta a vida a 300 jovens do Cartaxo

Proprietário do Campo das Pratas dificulta a vida a 300 jovens do Cartaxo

Polémica que envolve o terreno onde está o campo de futebol sem fim à vista.

Dirigentes, treinador e jogadores do Sport Lisboa e Cartaxo (SLC) são unânimes em relação à polémica em torno do impedimento de utilização do Campo das Pratas: os mais prejudicados são os atletas dos escalões de formação que são obrigados a treinar noutros campos, alguns no concelho vizinho de Azambuja. O treinador da equipa sénior, André Luís, prefere não opinar sobre quem é o responsável pela situação mas garante que as crianças, "que não têm culpa nenhuma, é que estão a pagar porque não podem usufruir daquele espaço", acrescentando que gostava que as coisas se resolvessem rapidamente.O presidente do clube, Paulo Magro, lamenta a situação. "O senhor Manuel Marques podia ter o campo alugado, com um aluguer muito vantajoso para ele. Podia estar a ganhar dinheiro alugando-nos o campo e agora sem acordo o mais provável é que a câmara municipal avance com a expropriação do terreno. Vamos ver o que é que o Sr. Manuel Marques vai lucrar por não ter feito contrato connosco. É por isso que acho que ele está a ser mal acompanhado e não acredito que ele não goste do clube. Ele queria os seus problemas resolvidos, e com razão, mas isso não está relacionado com o Sport Lisboa e Cartaxo mas sim com a câmara municipal", afirma o dirigente reforçando que as negociações terminaram.* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo