Sociedade | 15-11-2015 01:31

Educação, qualificação do espaço público e solidariedade são prioridades em VFX

Principais investimentos do próximo orçamento vão ser em escolas e reabilitação urbana.

O município de Vila Franca de Xira aprovou o seu orçamento para o próximo ano, a rondar os 51,5 milhões de euros, e definiu como linhas estratégicas um investimento prioritário em educação, qualificação do espaço público, solidariedade, cultura e apoio ao movimento associativo.Os principais investimentos do próximo orçamento serão a construção da nova escola básica nº2 de Vialonga, a nova esquadra da Polícia de Segurança Pública de Vila Franca de Xira e obras de construção de parques urbanos na Quinta da Flamenga (Vialonga) e Quinta da Piedade (Póvoa de Santa Iria). Mediante as candidaturas aos fundos comunitários do Portugal 2020, há ainda a intenção de efectuar a ligação do Parque Linear Ribeirinho (Póvoa e Forte da Casa) à União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho, bem como estabelecer ligação entre Vila Franca de Xira e a Vala do Carregado e o prolongamento do parque ribeirinho da Póvoa até Loures/Parque das Nações. Mas só se houver candidaturas europeias aprovadas. Outros investimentos que constam do novo orçamento serão na estratégia municipal de reabilitação urbana, na melhoria de arruamentos e pavimentos e na aquisição de viaturas para a frota de ambiente e colocação de mais ilhas ecológicas.No que toca ao orçamento dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS), a rondar os 19,3 milhões de euros, são prioridade os princípios de rigor e contenção, com equilíbrio entre as receitas e as despesas. A melhoria das redes de saneamento e abastecimento e renovação de equipamentos são alguns dos investimentos previstos. Há a intenção orçamentada de construir duas células de reserva de água na zona da Póvoa de Santa Iria (Bragadas) e Forte da Casa. No que toca ao saneamento a intenção é melhorar e remodelar as redes de drenagem das águas residuais, reforçando o sector dos separativos, de forma a diminuir os encargos gerados pela água da chuva que segue para tratamento juntamente com os esgotos domésticos.Ao todo, entre os números previstos pelo município e SMAS, Vila Franca de Xira aprovou um orçamento global na casa dos 71 milhões de euros. Para o documento entrar em vigor precisa ainda de aprovação em assembleia municipal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo