Sociedade | 23-02-2016 00:12

Ninguém resolve problema de esgoto a céu aberto no Carregado

No Casal do Sarra no Carregado, Alenquer, há um ribeiro com esgoto a correr a céu aberto há anos sem que ninguém resolva o problema. Os maus-cheiros são intensos, a cor da água é escura como breu e há sempre uma pasta creme a flutuar. As autoridades desconfiam que se trata de resíduos industriais e a Câmara de Alenquer já tem em sua posse a lista com as empresas que estão a poluir o ribeiro.Os moradores da zona estão revoltados com a inoperância do município e das entidades do governo responsáveis pela fiscalização e punição dos autores da poluição. O caso chegou agora ao governo, segundo nota de imprensa da Câmara de Alenquer, que garante já ter uma lista das empresas culpadas pelas descargas e que o alerta já seguiu para a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e para o Ministério do Ambiente. O município quer uma actuação mais firme das autoridades e por isso o presidente daquele município já reuniu com o secretário de estado do ambiente e com a APA para analisar a questão, que considera ser uma prioridade.“Tendo em conta a contextualização técnica efectuada, a extensão territorial e cronológica deste crime e os perigos para a saúde pública que daí advêm, o secretário de Estado assegurou que iria envidar todos os esforços para a sua resolução cabal e célere”, refere o município em comunicado. O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, diz que é “incompreensível” que as inspecções técnicas, as análises, a identificação dos proprietários e as notificações das entidades competentes “indiciando as alterações técnicas necessárias não tenham surtido efeito e que os seus prazos tenham sido negligenciados”. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo