Sociedade | 25-02-2016 13:27

Pais de jovem assassinado em Salvaterra de Magos exigem 280 mil euros de indemnização

Os pais de Filipe Diogo, o jovem de 14 anos assassinado em Maio do ano passado num apartamento em Salvaterra de Magos exigem 280 mil euros de indemnização ao jovem Daniel Neves que está preso por, alegadamente, ser o autor do crimeOs pais de Filipe constituíram-se assistentes no processo e avançaram com um pedido de indemnização civil nesse valor, que já foi, entretanto, admitido pelo Ministério Público.Daniel Neves, actualmente com 18 anos, começa a ser julgado a 4 de Abril na Instância Central Criminal de Santarém, por homicídio qualificado e profanação de cadáver.No despacho de pronúncia, o juiz de instrução criminal refere que o jovem matou Filipe Diogo “motivado pelo seu gozo pessoal” e pelo “desejo” de ficar com um telemóvel, peças de roupa e ténis que pertenciam à vítima.A pronúncia sustenta que Daniel Neves matou "por motivos insignificantes, manifestando prazer em quebrar regras e assumir condutas criminosas”.O despacho de pronúncia conta que, entre as 20h00 e as 21h57 de 11 de Maio de 2015, Daniel Neves se encontrou com Filipe Diogo no 4.º andar de um prédio na rua António Paulo Cordeiro, em Salvaterra de Magos, ao qual o arguido tinha acesso e que designava por ‘spot’."Quando ambos se encontravam no interior do referido ‘spot’, o arguido muniu-se de um tubo de metal com cerca de 63 centímetros, pesando cerca de um quilograma e com uma faixa de borracha preta numa das extremidades, e desferiu diversas e violentas pancadas no corpo de Filipe Diogo, atingindo-o diversas vezes na zona da cabeça”, refere o juiz.Daniel Neves mantém-se em prisão preventiva num estabelecimento prisional para jovens, em Leiria, com base na existência de perigo de continuação da actividade criminosa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo