Sociedade | 04-03-2016 00:06

Liga Contra o Cancro com nova sede em Abrantes

Liga Contra o Cancro com nova sede em Abrantes
O Grupo de Apoio de Abrantes da Liga Portuguesa Contra o Cancro tem uma nova sede, localizada no centro histórico da cidade, perto do mercado diário. As instalações, cedidas pela câmara municipal, ficaram dotadas de condições excelentes para o apoio a doentes oncológicos. O presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Francisco Cavaleiro Ferreira, referiu a importância da dedicação voluntária daquele grupo de apoio. O responsável disse que a Liga tem feito um esforço grande para se expandir geograficamente de forma a poder estar mais próximo das pessoas e poder ajudá-las. Sublinhou ainda o importante apoio que será dado ao doente oncológico e à família, com a disponibilização de material do Vencer e Viver que passa a estar disponível, algo que não acontecia antes. Para além disso, será criada uma área de ocupação de tempos livres e garantido o fundamental apoio às pessoas da região em termos de transporte e medicamentos. No que toca à prevenção Francisco Cavaleiro Ferreira disse que estas estruturas são fundamentais. E lançou um apelo à adesão ao rastreio do cancro da mama numa zona onde diz que a taxa de participação é bastante baixa, cerca de 52%. Na cerimónia de inauguração, Matilde Sacavém, uma das colaboradoras do grupo de apoio, referiu o importante trabalho voluntário desenvolvido e agradeceu a todos os que colaboraram e tornaram a concretização daquele novo espaço possível. "Somos uma equipa e trabalhamos por uma causa que é de todos nós", disse. A presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque (PS), enalteceu o trabalho realizado pelo grupo no apoio ao doente oncológico e famílias, contribuindo para a sua prevenção e para a sua cura. Apelou também a todos para a promoção dos rastreios do cancro da mama. O Grupo de Apoio de Abrantes da Liga Portuguesa contra o Cancro tinha instalações junto à Cruz Vermelha, mas sempre viu a necessidade de crescer pois aquele espaço não era adequado. É composto por seis voluntárias, mais uma equipa de prevenção com muitas outras pessoas disponíveis para ajudar, se necessário. O grupo de apoio já oferece apoio psico-oncológico quinzenalmente e apoio emocional pelo movimento Vencer e Viver. Tem um enfermeiro que faz massagem linfática e brevemente terá terapia de Reiki. Em 2015 foram apoiadas 16 pessoas, entre doentes e familiares, e a área de abrangência não se cinge só a Abrantes mas também a concelhos vizinhos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo