Sociedade | 09-03-2016 00:04

Presidente da Câmara de Ourém acusado de caluniar vereadores em jornal do município

O novo jornal que a Câmara de Ourém decidiu começar a publicar mensalmente originou críticas por parte da oposição na última reunião do executivo camarário. Os vereadores da Coligação Ourém Sempre (PSD/CDS) não gostaram de excertos da entrevista de 3 páginas do presidente Paulo Fonseca (PS), onde o autarca faz acusações à sua oposição. "Quero que saibam que não me comem por parvo e percebo bem quando me estão a montar uma armadilha, pois muitas vezes confunde-se oposição com destruição". Esta foi uma das frases que incomodou a vereadora Isabel Costa. "Sempre estivemos disponíveis para todos os assuntos. No entanto, o senhor presidente é que nunca nos chamou para debatermos assuntos importantes para o concelho. Não nos revemos e não aceitamos as suas críticas. Detesto calúnias e isto é uma calúnia", acusa.Paulo Fonseca justificou-se garantindo que não estava a falar da vereadora Isabel Costa quando falou da sua oposição. O vereador José Poças das Neves, da mesma coligação, refere que o presidente "não pode vir" para um jornal camarário utilizar frases "dúbias". "Não gosto muito deste tipo de cobardias. Temos que ser claros e chamar os 'bois pelos nomes' em vez de se especular", criticou. Quem também não gostou da entrevista do presidente do município foi Luís Albuquerque (PSD/CDS) que deixou um aviso a Paulo Fonseca. "Não vale a pena enviar mensagens a pedir para analisarmos assuntos que não fazem parte da ordem do dia e para introduzir documentos de última hora nas reuniões camarárias. A nossa tolerância, a partir de agora vai ser zero", sublinhou.Paulo Fonseca decidiu agora reactivar um jornal com o qual decidiu acabar quando chegou à presidência da Câmara de Ourém em 2009. O autarca afirmou que cada jornal custa 950 euros + IVA e já inclui os encartes nos jornais locais de Ourém e Fátima. O jornal, que este mês teve 12 páginas, é distribuído mensalmente e é gratuito. O gabinete de comunicação do município explica que o objectivo desta nova publicação é divulgar as principais actividades desenvolvidas ao longo de cada mês, "assim como dar voz aos vários protagonistas do município".Segundo informa, o jornal é feito "integralmente" com recurso a meios internos da autarquia, sendo a redacção e grafismo da responsabilidade da sub-unidade de Relações Institucionais e Comunicação. "Com uma tiragem de quatro mil exemplares a publicação é distribuída sob a forma de encarte nos jornais "Notícias de Ourém" e "Notícias de Fátima", alternadamente.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo