Sociedade | 19-03-2016 14:33

Túnel estreito e íngreme que une a Póvoa a Vialonga precisa de asfalto

Túnel estreito e íngreme que une a Póvoa a Vialonga precisa de asfalto

Passagem atravessa a Auto-Estrada do Norte (A1) e une a Póvoa de Santa Iria a Vialonga. É usada diariamente por milhares de viaturas. Município admite estar a estudar a hipótese de remover o empedrado e colocar alcatrão.

A estrada do túnel, via estreita e íngreme, que une as freguesias da Póvoa de Santa Iria e Vialonga, passando sob a auto-estrada do Norte (A1), pode receber um novo tapete de alcatrão que acabe com o empedrado escorregadio e pouco aderente ali existente. A hipótese foi avançada publicamente na última semana durante a reunião de câmara de Vila Franca de Xira, realizada em Vialonga, depois do presidente da junta e vários moradores se terem queixado da perigosidade do local. O túnel, recorde-se, é estreito, só permite trânsito alternado em cada sentido regulado por semáforos, não tem escapatórias nem passagens condignas para peões. O empedrado está muito liso e, por razões que ainda ninguém soube explicar, há sempre água a escorrer no interior, tornando o piso escorregadio. "Sabemos que fazer uma via alternativa é cara, mas aquilo está muito perigoso, dentro do túnel o piso não está asfaltado e a pedra está muito polida. Seria bom estudar algo que pudessem meter em cima das pedras para que os carros não resvalassem", lamentou José António Gomes, presidente da Junta de Vialonga. O presidente dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, António Oliveira, informou que a estrada do túnel é um assunto que o município acompanha há muito tempo. "Já tomámos uma decisão de lá meter asfalto mas a máquina do betuminoso não cabe lá dentro. Por causa da largura nem todas as máquinas lá cabem. Mas não bastará meter o alcatrão por cima das pedras, teremos de tirar tudo o que lá está e depois meter. Se for para fazer teremos de fazer bem", informou.Também o presidente do município, Alberto Mesquita, assegurou que a câmara não tem dinheiro para fazer uma nova via mas prometeu melhorar a que hoje existe. "Algumas coisas que ali se fizeram no passado, sobretudo ao nível da drenagem, não ajudaram em nada. Vamos tentar encontrar boas soluções para aquele túnel", assegurou.O túnel que liga Vialonga à Póvoa é considerado perigoso. Apesar de não haver registo de acidentes muito graves, o piso escorregadio - associado ao excesso de velocidade de quem ali circula - costuma provocar despistes. Em 2008, o então vice-presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, tinha anunciado o alargamento do túnel e esperava que o mesmo se fizesse em breve. Mas não houve verba suficiente para a obra avançar e, além disso, os terrenos da zona estão em Reserva Ecológica Nacional (REN). O que significava que antes de se realizar qualquer intervenção, teria que existir uma alteração da classificação do solo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo