Sociedade | 30-03-2016 00:08

Municípios pedem em Alpiarça financiamento para recuperar património

O presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira, com o presidente da Associação Portuguesa de Municípios com Centro Histórico, Vítor Mendes
O presidente da Associação Portuguesa de Municípios com Centro Histórico defendeu na segunda-feira, 28 de Março, em Alpiarça, a necessidade de financiamento para a recuperação do património físico e imaterial dos centros urbanos, numa estratégia que promova e desenvolva os territórios. Vítor Mendes, que preside igualmente à Câmara Municipal de Ponte de Lima, falava no final de uma jornada dedicada a celebrar o Dia Nacional das Cidades com Centro Histórico, que contou brevemente com a presença do ministro da Cultura, João Soares.O autarca disse que o apelo da associação ao Governo é de que exista uma estratégia em que haja eficiência no investimento público e privado e um "envelope financeiro", no âmbito dos fundos comunitários ao abrigo do Portugal 2020, que permita não só a reabilitação do património edificado e imaterial, como um impulso à economia. O objectivo é fomentar actividades como o turismo ligado à História e ao Património."Espero que o Governo e os gestores dos programas operacionais tenham sensibilidade para a importância deste tema", declarou. Para Vítor Mendes, é preciso ter atenção à "grande disparidade" criada, no âmbito dos fundos para a regeneração urbana, entre médios e grandes centros urbanos e os mais pequenos. Por isso, apelou a um maior equilíbrio e equidade "para reduzir as assimetrias entre os grandes centros urbanos e os territórios de baixa densidade".* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...