Sociedade | 13-04-2016 00:09

Ecolezíria perdoa parte da dívida da Câmara do Cartaxo

A administração da Ecolezíria (Empresa Intermunicipal de Tratamento de Resíduos Sólidos) aceitou perdoar cerca de 340 mil euros da dívida da Câmara do Cartaxo que, no total, ronda cerca de um milhão e 300 mil euros. A informação foi transmitida pelo vice-presidente do município cartaxeiro, Fernando Amorim (PS), em reunião de câmara. No entanto, como a Ecolezíria é uma empresa pública, este perdão de dívida tem que ter autorização e fundamento legal por parte da DGAL (Direcção Geral da Administração Local). "Estamos à espera dessa autorização para chegarmos a acordo com a administração da Ecolezíria", disse Fernando Amorim.A Ecolezíria é o segundo maior credor da Câmara do Cartaxo, depois da Caixa Geral de Depósitos. Em Outubro de 2015, o município cartaxense pagou 500 mil euros de dívida ao abrigo do PAEL (Programa de Apoio à Economia Local) que no fundo é um empréstimo do Estado às autarquias em dificuldades financeiras para pagamento de dívidas a fornecedores.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo