Sociedade | 22-04-2016 00:11

Câmara vai actuar coercivamente em prédio inacabado no centro de Alhandra

O município de Vila Franca de Xira está a tratar de resolver o problema do esqueleto e estaleiro de obras de um prédio inacabado no centro de Alhandra que é um antro de insalubridade e de consumo de drogas. Diz Alberto Mesquita (PS), presidente do município, que a câmara está a desenvolver os passos necessários para, coercivamente, resolver o problema, imputando as responsabilidades dos trabalhos aos donos da obra. "Estamos quase na fase final desse processo para depois podermos aceder ao terreno e tirar aquilo de lá. Depois de várias questões de carácter administrativo já notificámos o dono daquele estaleiro para proceder à remoção do que ali existe. Estamos a acompanhar a situação e esperamos poder vir a resolvê-la brevemente", explicou. O autarca falava na última reunião pública de câmara, realizada em Alhandra, onde um dos moradores da zona, Mário Carvalho, voltou a lamentar o estado de degradação do espaço. "Temos algumas situações semelhantes no nosso território e a recente intenção do Governo em poderem ser as câmaras a decidir nestas situações pode ser bastante útil, já que neste momento a nossa liberdade para actuar está muito diminuída", criticou o autarca. Os residentes da zona, recorde-se, não se conformam com o estado de abandono do terreno e do prédio, já que a construção parou há quase uma década e em todo este tempo pouco ou nada foi feito para resolver ou mitigar a situação* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo