Sociedade | 09-11-2016 17:08

Requalificação urbana é a prioridade em Torres Novas

Orçamento municipal para 2017, no valor de 31,5 milhões de euros, foi aprovado em sessão camarária.

A Câmara de Torres Novas assumiu como grande desafio para 2017 e anos seguintes a reabilitação do centro histórico da cidade, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) aprovado pelo executivo e que já tem garantido financiamento da União Europeia para intervenções, “urgentes e necessárias”, em diversos arruamentos, edificado, zonas verdes, entre outras.

Essa prioridade está já bem plasmada no orçamento municipal para 2017, no valor de 31,5 milhões de euros, aprovado pela maioria socialista e que contou com os votos contra dos vereadores da CDU e do BE e a abstenção do PSD.

O plano de actividades perspectiva também investimentos nas ruínas romanas da Vila Cardílio e no interior e exterior do castelo, o apoio à construção do novo quartel dos bombeiros, a requalificação do centro de saúde e um investimento de 200 mil euros na Zona Industrial de Riachos, entre outros projectos. Na área da educação, prevê-se para 2017 o início de obras de grande dimensão no Centro Escolar de Santa Maria e na Escola Maria Lamas, ficando para uma segunda fase uma intervenção na Escola Artur Gonçalves.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo