Sociedade | 11-11-2016 09:48

Vítimas do surto de legionella ainda não foram indemnizadas

Caso ocorreu há dois anos no concelho de Vila Franca de Xira.

Já passaram dois anos desde o surto de legionella que vitimou 12 pessoas e infectou 375 na zona sul do concelho de Vila Franca de Xira sem que tenham sido apurados culpados ou pagas indemnizações aos familiares e às vítimas.

Algumas vítimas, escutadas por O MIRANTE, admitem estar a perder a esperança num desfecho para o caso. Dizem-se enganadas pela justiça e pelo Estado e não acreditam que venham a ser julgados os culpados.

Esta semana o presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), já veio lamentar novamente a lentidão da justiça e lembrar que, para dar a todas as vítimas a paz que procuram, é preciso que a lei seja respeitada e os culpados "rapidamente encontrados".

O autarca já tem reclamado publicamente da lentidão com que o processo se tem desenrolado, mas notou satisfação por ver a constituição de arguidos e continuou a defender um maior aperto da legislação que regule a qualidade do ar. 90 por cento das vítimas viviam a três quilómetros da torre de refrigeração alegadamente contaminada com a bactéria.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo