Sociedade | 21-11-2016 11:35

Câmara do Entroncamento não vai cumprir acordo sobre terreno da ex-Escola das Tílias

Incumprimento implica o pagamento aos proprietários do terreno de uma indemnização de 800 mil euros.

O presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria (PS), anunciou que não vai cumprir o acordo feito pelo executivo municipal anterior com os proprietários do terreno onde se encontra a ex-escola das Tílias, na freguesia de Nossa Senhora de Fátima, justificando a decisão como sendo a única forma de evitar a demolição do edifício, que considera ter importância afectiva, embora não tenha interesse arquitectónico.

O anterior executivo, liderado por Jaime Ramos (PSD) comprometeu-se a fazer e aprovar um loteamento que permitiria a construção de 47 apartamentos e espaços comerciais, no terreno em causa, em troca do terreno onde foi construída a nova Escola do Bonito. Segundo o contrato o incumprimento implica o pagamento aos proprietários do terreno da ex-Escola das Tílias, de uma indemnização de 800 mil euros.

O presidente da Câmara do Entroncamento, que não conseguiu renegociar com os particulares (herdeiros do empresário João Henriques) os termos daquele acordo, afirmou no sábado de manhã, durante uma reunião com munícipes realizada na antiga escola, que vai tentar reunir o consenso de todos os partidos políticos com representação nos órgãos autárquicos, para avançar unilateralmente para uma solução que evita a demolição da antiga escola e permite a aprovação de 17 apartamentos, dispondo-se o município a pagar, em prestações mensais, uma indemnização no valor de 372 mil euros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo