Sociedade | 21-11-2016 09:48

​​Rio Maior reclama resolução de problemas na rede viária

​​Rio Maior reclama resolução de problemas na rede viária
REQUALIFICAÇÃO

Corte do nó do IC2 já dura há seis meses e a requalificação da EN 114 à entrada da cidade está prometida há mais de sete anos.

A presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais (PSD), apela à colaboração dos deputados eleitos pelo círculo de Santarém no sentido de sensibilizar o Governo para a necessidade de resolução de alguns dos problemas que atingem a rede viária do seu concelho.

Em causa está o corte do nó de acesso do IC 2 à cidade - que está a afectar a circulação rodoviária nos acessos a Rio Maior e a sobrecarregar as vias alternativas com tráfego de pesados, nomeadamente a antiga Estrada Nacional 1 em Asseiceira - e ainda a requalificação, há muito anunciada e reclamada, do troço da Estrada Nacional (EN) 114 entre o nó da A15 e a entrada da cidade.

O corte do nó de acesso do IC 2 à cidade registou-se em Maio de 2016 por razões de segurança

​Uma exploração de extracção de areias situada junto ao nó está na raiz do problema. A instabilidade no talude causado pela escavação do solo arenoso nessa zona, nos arredores de Rio Maior, pôs em risco a segurança da circulação na via que liga o IC2 à antiga EN1. Até à data não houve qualquer intervenção na zona nem se sabe quando e como é que o problema vai ser resolvido.

O vice-presidente da câmara, Carlos Frazão, referiu também na última reunião de câmara que já tinha pedido há algumas semanas uma reunião ao director de Estradas de Santarém para tentar fazer um ponto da situação, mas até essa data não tinha sido possível agendar o encontro. Já a presidente Isaura Morais tem agendada uma reunião com o secretário de Estado das Infraestruturas para terça-feira, 22 de Novembro, para falar dessas questões.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo