Sociedade | 24-11-2016 00:02

Estranho processo dos terrenos para expansão do jardim de Alpiarça

Estranho processo dos terrenos para expansão do jardim de Alpiarça

Anterior câmara socialista viabiliza construção a ex-sogro de vereador.

Os dois imóveis devolutos que a Câmara de Alpiarça adquiriu, para alargamento do jardim da vila, obra que vai agora arrancar, fazem parte de um enredo que envolve erros dos serviços técnicos da autarquia, um empreiteiro e uma empresa do ex-sogro do vereador da oposição Francisco Cunha.

O actual autarca da coligação PSD/MPT foi intermediário no negócio da venda dos imóveis ao empreiteiro, havendo na altura um pedido de viabilidade aprovado para a construção de prédios, que depois foi anulado pelo município.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo