Sociedade | 27-11-2016 00:28

Deputados do PS questionam Governo sobre corte de nó do IC2

Encerramento do acesso foi causado por uma exploração de extracção de areias.

Os deputados do PS eleitos pelo círculo de Santarém colocaram uma série de perguntas ao Ministério do Planeamento e das Infraestruturas sobre o corte do nó de acesso do IC 2 a Rio Maior, que se regista desde Maio passado por razões de segurança.

Querem saber se o ministério tem conhecimento da situação, se é possível a reabertura do nó, quem são os responsáveis pela situação e que alternativas estão pensadas para servir o concelho de Rio Maior.

O encerramento do acesso foi causado por uma exploração de extracção de areias que colocou em causa a sustentabilidade da estrada que liga o IC2 à antiga EN1, que dá acesso a Rio Maior.

“Actualmente todo o concelho de Rio Maior é servido apenas pelo nó norte do IC2, conhecido por nó do Alto da Serra. O tecido empresarial e a população de Rio Maior são forçados, desta forma, a fazer desvios na casa dos 20 km para entrar e sair da sede do concelho, via IC2, o que dificulta em muito, a vida da população, além de colocar trânsito dentro das localidades, nomeadamente na freguesia de Asseiceira”, lembram os deputados Idália Serrão, António Gameiro e Hugo Costa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo