Sociedade | 03-01-2017 10:28

Movimento defende aplicação urgente da Plano de Inspecção da bacia do Tejo

O relatório da Comissão de Acompanhamento distribui-se pela bacia hidrográfica, que cobre cerca 24.650 quadrados em Portugal.

O proTEJO - Movimento pelo Tejo defende a concretização urgente do Plano de Fiscalização e Inspecção para a bacia do rio Tejo, "face aos graves, contínuos e reiterados episódios de poluição que actualmente ocorrem".

Em comunicado, o movimento ambientalista, com sede em Vila Nova da Barquinha, refere que o relatório da Comissão de Acompanhamento sobre Poluição no Rio Tejo (documento apresentado publicamente pelo ministro do Ambiente no dia 26 de Novembro, em Vila Velha de Ródão) "representa um marco importante", mas alertou para alguns "aspectos que deverão ser tidos em conta".

Paulo Constantino e José Moura, porta-vozes do proTEJO, referem que os episódios de poluição ocorrem em especial em Vila Velha de Ródão e nas sub-bacias da região hidrográfica, nomeadamente dos rios Almonda, Alviela, Maior e Nabão.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE. Aqui

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo