Sociedade | 04-01-2017 10:07

Bombeiros apagam em menos de 24 horas todos os 1077 fogos na região de Santarém

Bombeiros apagam em menos de 24 horas todos os 1077 fogos na região de Santarém

Em três meses houve 716 ocorrências na maior parte resolvidas em 90 minutos.

Este ano de 2016 arderam 4.069 hectares de floresta e matos no distrito de Santarém, mais cerca de 1300 hectares do que no ano anterior, o que se justifica por ter sido um ano de condições meteorológicas extremas. Segundo o relatório anual do Comando Distrital de Operações de Socorro, até 30 de Novembro, registaram-se 1077 incêndios, sendo que ao contrário de outros anos as ocorrências foram quase todas nos meses de Julho, Agosto e Setembro.

Apesar das dificuldades de responder a dezenas de ocorrências diárias, em que houve dias com 24 e 22 ocorrências, os bombeiros conseguiram evitar que grandes incêndios se prolongassem. Em 2016 não houve incêndios que tenham durado mais de 24 horas a serem controlados e extintos. O que se deveu a uma capacidade de mobilização de meios no ataque inicial e o empenhamento de meios aéreos nos primeiros minutos a seguir ao alerta de incêndio.

Na fase mais crítica, entre Julho e Setembro, os bombeiros ocorreram a 716 incêndios, o que dá uma elevada média diária de ocorrências. Além disso os operacionais tiveram a ser desfavor o facto de este Verão ter sido o segundo mais quente dos últimos 85 anos, com um valor médio de temperatura a rondar os 30,6 graus centígrados. O que só por si é um factor que, além de fazer aumentar o risco de incêndio, contribui para a rápida e violenta propagação das chamas.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE Aqui

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo