Sociedade | 07-01-2017 22:14

CGD reduz horário de balcões de Constância e Barquinha

Autarcas contestam medida resultante da reestruturação da Caixa Geral de Depósitos.

Os presidentes dos municípios de Vila Nova da Barquinha e Constância consideram inaceitável a redução de horários dos balcões da Caixa Geral de Depósitos (CGD) nos seus concelhos, afirmando que essa medida, resultante do processo de reestruturação do banco público, não serve as populações.

No caso de Constância, o horário do balcão da CGD vai passar a funcionar apenas da parte da manhã, entre as 8h30 e as 12h30. Situação que motivou uma reacção pública da presidente do município, Júlia Amorim (CDU), até porque se trata da única agência bancária que existe na vila sede de concelho e que serve as freguesias de Constância e Montalvo.

“Confrontada com essa situação a câmara municipal informa que, tratando-se de um banco público e não obstante compreender a necessidade de reestruturação, as alterações não podem comprometer o interesse dos utentes em geral e dos trabalhadores por conta de outrem em particular”, diz Júlia Amorim, acrescentando que “já foram tomadas diligências necessárias junto das entidades competentes, com vista a inverter a situação descrita, devendo os interessados, se assim o entenderem, proceder da mesma forma”.

O presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire (PS), também reagiu dizendo ter tido conhecimento de que, "no âmbito do processo de reestruturação da CGD, algumas das agências do país sofrerão reduções de pessoal e no horário de atendimento ao público em Janeiro”.

A CGD é o único banco que existe no concelho de Vila Nova da Barquinha, que tem cerca de oito mil habitantes. A medida poderá atingir ainda outros concelhos do Médio Tejo, como Sardoal, Alcanena e Ferreira do Zêzere.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo