Sociedade | 12-01-2017 00:46

Alvega na mira dos ladrões de alfaias e máquinas agrícolas

Alvega na mira dos ladrões de alfaias e máquinas agrícolas
ASSALTOS

Em 2016 houve pelo menos quatro furtos registados pela GNR nessa zona.

O empresário João Chorão, proprietário de uma empresa metalomecânica com sede em Santa Iria da Azóia (Loures) e oficinas em Coruche, continua privado das suas actividades agrícolas, em Alvega, concelho de Abrantes. Do seu terreno rural foram furtadas, no dia 21 de Dezembro, três alfaias agrícolas – uma grade de discos, uma charrua e uma fresa – “no valor aproximado de 15 mil euros” contou a O MIRANTE.


A propriedade não é cultivada pelo dono, mas sim por três dos seus irmãos que, reformados, trabalham a terra, base da sua alimentação, e tratam do olival e da vinha. Foi o cunhado, Augusto Mourato, de 71 anos, residente em Alvega, quem nesse dia deu pelo furto das alfaias.


“Ia plantar umas couves e quando cheguei perto da propriedade vi que os portões estavam abertos. Suspeitei logo que algo estava mal”, refere a O MIRANTE Augusto Mourato. Os dois portões foram arrombados e uma testemunha disse aos militares da GNR ter visto uma carrinha branca com alfaias cor de laranja a sair da estrada das traseiras cerca das 11h45.


As alfaias continuam desaparecidas, e este “foi o último furto comunicado em 2016, no concelho” de Abrantes avançou a O MIRANTE o capitão Flambó, do Destacamento Territorial de Abrantes da Guarda Nacional Republicana.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE. AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo