Sociedade | 12-01-2017 00:46

Romãs para Marcelo e beijinhos para todas

Romãs para Marcelo e beijinhos para todas

Dois grupos musicais, um de Torres Novas e o outro de Vila Franca de Xira, cantaram as Janeiras ao Presidente da República, em Belém.

Foi por causa de uma perna partida que a Associação Cantares Vozes da Meia Via acabou, no passado dia 6 de Janeiro, a cantar as Janeiras ao Presidente da República. “Como fiquei em casa de baixa, tive muito tempo para pensar. Por isso, lembrei-me de inscrever o grupo para ir cantar as Janeiras ao sr. presidente e fomos seleccionados”, contou a O MIRANTE Fátima Rosa, fundadora e membro dessa associação do concelho de Torres Novas, um dos dez grupos musicais que foram escolhidos por Marcelo Rebelo de Sousa para apresentarem as suas canções no antigo Museu dos Coches, em Lisboa.


O critério para a selecção, como o próprio Chefe de Estado explicou no discurso de boas vindas aos grupos, foi mesmo a rapidez: “A escolha foi feita por ordem de chegada e os que hoje aqui estão representam também as três centenas que se inscreveram”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, que desejou a “todos e a todas um ano cheio de felicidades pessoais”.


Cada grupo tinha dez minutos para cantar três temas e o Ribatejo foi representado não só pelo grupo de Torres Novas, mas também pela Universidade Sénior de Vila Franca de Xira. Foi Maria Josefa Soares, directora pedagógica da universidade e professora da disciplina de Danças e Cantares, que se lembrou de levar o grupo de 65 alunos – em Belém estiveram presentes 47 – para cantar as Janeiras a Marcelo. “Inscrevi-nos em Abril e tivemos a sorte de sermos escolhidos”, contou a O MIRANTE a também conselheira para a Igualdade da Câmara Municipal de VFX.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE. AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo