Sociedade | 13-01-2017 10:47

Ex-autarca condenado por esconder facturas na gaveta

Tribunal deu como provado que José Augusto Carrinho, ex-presidente da junta do Pinheiro Grande violou as normas de execução orçamental.

O ex-presidente da Junta de Freguesia de Pinheiro Grande, José Augusto Carrinho, foi condenado pelo Tribunal do Entroncamento na pena de prisão de cinco meses, que a juíza entendeu substituir por pena de multa de 1050 euros. O ex-autarca da freguesia, que passou a estar unida à Freguesia de Chamusca, na reforma de 2013, estava acusado pelo Ministério Público de ter feito um contrato com uma empresa de manutenção de espaços verdes sem cabimentação orçamental e de ter feito os pagamentos sem que estes entrassem nos orçamentos da junta.


O tribunal deu como provado que Carrinho cometeu um crime de violação das normas de execução orçamental, na forma continuada, uma vez que ocorreu durante um mandato, nos anos de 2009 a 2013. O crime é punido com prisão até um ano mas a juíza que julgou o caso entendeu que a pena de multa era suficiente, atendendo a que se tratou de uma situação pontual da vida do ex-autarca.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE. AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo