Sociedade | 22-01-2017 00:02

Autarcas de Azinhaga e Carregueira procuram bancos para substituírem caixa agrícola

Populações afectadas com encerramento das delegações da Caixa Agrícola da Chamusca.

Alguns habitantes de Azinhaga, Golegã, seguiram o exemplo do presidente da junta de freguesia e cancelaram as contas na Caixa Agrícola da Chamusca, como protesto pelo fecho da delegação na freguesia.

Vítor Guia, além de fechar as contas pessoais e da junta, já iniciou contactos com entidades bancárias para que seja aberta balcão de outro banco na localidade ou pelo menos que instalem uma caixa multibanco na instalações da junta.

O autarca garante que não vai aceitar qualquer proposta da instituição bancária da Chamusca nesse sentido. O autarca da Carregueira, concelho da Chamusca, também está à procura de uma instituição bancária para substituir a encerrada delegação da caixa.

Um dos que seguiu as pisadas de Vítor Guia foi o proprietário do café situado ao lado da junta, Manuel Vieira Pedro. "Tirei de lá o dinheiro todo e agora trabalho com a Caixa Geral de Depósitos. As conversas aqui no café giram todas à volta deste assunto. Penso que perderam bastantes clientes", diz.

Menos radical é a posição do presidente da Junta de Carregueira, Chamusca, onde também fechou o balcão da caixa agrícola. Joel Marques reconhece que a situação "tem afectado muito a população mais idosa que agora tem de se deslocar à Chamusca para levantar as suas reformas.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo