Sociedade | 24-01-2017 00:02

Falta de médicos motiva protesto nos centros de saúde de Alverca do Ribatejo

Falta de médicos motiva protesto nos centros de saúde de Alverca do Ribatejo
CRITICAS

Mais de metade da população da freguesia não tem médico de família.

Duas dezenas de utentes dos centros de saúde de Alverca e do Bom Sucesso/Arcena, ambos em Alverca do Ribatejo, juntaram-se em protesto na tarde de segunda-feira, 23 de Janeiro, contra a falta de médicos.

A iniciativa, promovida pela Coligação Democrática Unitária de Vila Franca de Xira, visou chamar a atenção para o problema e ao mesmo tempo aprovar uma moção popular em que se exige ao Ministério da Saúde a colocação de médicos de família e profissionais de saúde que consigam dar resposta a toda a procura.

O documento, aprovado por unanimidade, exige também aos órgãos autárquicos e de freguesia que tomem uma atitude mais activa junto do ministério para que os problemas se resolvam. Actualmente mais de 20500 utentes na freguesia de Alverca e Bom Sucesso/Arcena não têm médico de família, o que obriga os utentes a deslocarem-se antes das cinco da manhã para o centro de saúde para poderem ser atendidos nas consultas de recurso.

Mas há também queixas de lentidão no atendimento e no avio de receitas que, em alguns casos, os utentes dizem chegar a ser superior a um mês de espera.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo