Sociedade | 27-01-2017 18:56

PSD acusa gestão socialista em Abrantes de "campanha de angariação de votos"

O presidente da Comissão Política da Secção de Abrantes do Partido Social Democrata (PSD), Rui Santos, acusou a Câmara Municipal de Abrantes de "clara campanha de angariação de votos", por decidir fazer "obras, por atacado, em 2017, ano de eleições autárquicas" quando, segundo o responsável, sabe "que haviam fundos que já podiam ter sido utilizados em 2016".

Rui Santos falava do aumento do orçamento para 2017 devido aos fundos comunitários, durante um balanço do mandato autárquico socialista, em que acusou o executivo liderado por Maria do Céu Albuquerque (PS) de "não ter em conta as propostas apresentadas" pelos sociais-democratas, criticando de seguida a gestão socialista em vários campos.

E entrando naqueles que o PSD considera serem "os pontos fulcrais da gestão autárquica", Rui Santos abordou as políticas fiscais à natalidade, a segurança, a poluição no Tejo, a perda de população e o turismo, passando pela educação onde relembrou a greve na Escola Dr. Manuel Fernandes. Salientou ainda a necessidade de "investimento, não só na cidade mas em todo o concelho" e responsabilizou os socialistas por um Plano de Urbanização de Abrantes que não projecta a cidade para o futuro. "Precisamos de abrir novas avenidas, com mais habitações e comércio", sustentou.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo