Sociedade | 31-01-2017 00:02

Obras provisórias garantem reabertura em breve do nó de acesso a Rio Maior

Extracção ilegal de areia obrigou ao encerramento da via em Maio de 2016 por razões de segurança.

O nó de acesso do IC2 a Rio Maior, encerrado desde Maio de 2016 por razões de segurança, deve reabrir nos primeiros dias deste mês de Fevereiro. A Infraestruturas de Portugal (IP), empresa pública que tutela aquela via, informou a Câmara de Rio Maior que está a implementar uma solução provisória que permita reactivar aquele acesso, enquanto não é executada uma intervenção de fundo que vai demorar mais tempo.

Esse nó de acesso à cidade foi encerrado devido ao risco de colapso de um talude situado na sua proximidade, que, segundo a IP, foi “provocado pela extracção ilegal de areia em propriedade do Estado, tendo esta acção provocado a falta de condições de segurança necessária para a circulação rodoviária”.

O encerramento desse nó do IC2 levou à sobrecarga de vias alternativas com tráfego de pesados, nomeadamente a antiga Estrada Nacional 1 em Asseiceira. Situação que tem motivado queixas da população e intervenções frequentes nas reuniões de câmara do vereador Augusto Figueiredo (CDU), residente nessa localidade.

Na última reunião do executivo, Augusto Figueiredo voltou a reclamar uma solução e pediu um ponto da situação sobre o assunto, dizendo que a passagem de veículos pesados em Asseiceira 24 horas por dia tem causado óbvios transtornos a quem vive junto à antiga estrada nacional 1 que atravessa a povoação.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo