Sociedade | 10-03-2017 17:20

Vila Franca de Xira quer chegar aos 100 km de ciclovias

Até ao próximo ano a rede ciclável vai chegar a um total de 57 km.

O concelho de Vila Franca de Xira assumiu esta semana a aposta na mobilidade sustentável e apresentou um ambicioso plano para criar, nos próximos anos, 100 quilómetros de ciclovias no seu território, além dos 13 quilómetros que actualmente já existem na frente ribeirinha.

Já a partir deste ano avançam os trabalhos, que se vão estender até 2018, de criação de 44,5 novos quilómetros destas vias destinadas a bicicletas, que totalizarão 57,5 quilómetros.

É a primeira de três fases que vai custar perto de sete milhões de euros, metade do valor financiado por verbas comunitárias do quadro de apoio. Além do parque ribeirinho Moinhos da Póvoa e ciclovia do Tejo – que ligará a Póvoa de Santa Iria ao vizinho concelho de Loures e ao Parque das Nações – está também prevista a transformação do troço da Estrada Nacional 10 entre Alverca, Forte da Casa e Póvoa numa avenida urbana com um troço ciclável entre as duas vias.

Além disso, e a principal novidade, é que serão criados 34 novos quilómetros de percursos cicláveis nos aglomerados urbanos de Vialonga, Póvoa de Santa Iria, Alverca, Alhandra, Vila Franca de Xira e Castanheira do Ribatejo.

Tratam-se de vias de dois tipos: corredores cicláveis, paralelos aos passeios e exclusivos para bicicletas e ciclovias partilhadas, com o desenho de uma bicicleta no asfalto, em que automóveis e ciclistas andarão em simultâneo. Algumas das estradas que passarão a ser partilhadas serão a rua Primeiro de Dezembro em Vila Franca de Xira, rua Padre Bianchi na Castanheira do Ribatejo, a Avenida da Mague em Alverca e a rua da Indústria, também em Alverca.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo