Sociedade | 11-03-2017 00:02

Excesso de procura causa problemas no SEF de Alverca

Há cada vez mais estrangeiros a procurar os serviços do SEF em Alverca como alternativa às congestionadas instalações de Lisboa.

Está a existir um excesso de procura na delegação de Alverca do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), situação que tem causado problemas de segurança no local, queixas dos utilizadores pelas longas filas de espera e queixas dos moradores da zona face ao barulho causado na rua e pelos distúrbios ali causados entre os estrangeiros de diferentes etnias.

O problema foi relatado na última semana durante a reunião pública do executivo da Câmara de Vila Franca de Xira, em que estava para ser aprovado um novo protocolo de cedência de espaço municipal para instalação de um novo serviço de atendimento de proximidade do SEF. O documento acabou por ser retirado da votação para ser melhor aprofundado. O SEF, recorde-se, está em instalações que são propriedade municipal e cedidas ao Ministério da Administração Interna desde 2010.

Segundo Alberto Mesquita (PS), presidente do município, as actuais instalações "não conseguem dar resposta a todos os utentes" pelo que a situação actual é "insustentável".

Segundo o autarca, a ideia é revogar a anterior cedência de instalações e permitir a celebração de um novo protocolo, que transfere os serviços para uma nova localização da cidade, mais reduzida, que dê apenas apoio aos estrangeiros residentes no concelho. É, segundo Mesquita, uma matéria de "reorganização da segurança do Estado" que não partiu do município.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...
    Dançarinas ribatejanas entre as melhores da Europa
    Foto do Dia
    As atletas do Coreo Dance Project, de Benavente, e da ODAC - Oficina de Artes de Coruche alcançaram o quarto lugar na grande final europeia de dança, realizada no Palácio de Congressos de Paris. As atletas têm entre os 7 e os 24 anos e para a responsável do grupo, Marta Salsinha, foi “uma experiência incrível” poder competir com os maiores e melhores bailarinos e coreógrafos da Europa. Uma prestação que deixa orgulhosos os atletas mas também as localidades de Benavente e Coruche. Na comitiva, além dos 25 bailarinos, seguiram também pais e amigos dos atletas. Entretanto, Marta Salsinha está entre os oito nomeados para a categoria de melhor coreógrafo de estilo livre e contemporâneo de 2017, nos Prémios Internacionais Duende que distinguem o que de melhor se faz na dança em Portugal, Espanha, Gibraltar e França.
    Foto do Dia | 24-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo