uma parceria com o Jornal Expresso
24/06/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 16-03-2017 16:26
Divergências por causa de monumento em Vialonga
Políticos e dadores de sangue em rota de colisão.

A construção de um monumento de homenagem aos dadores de sangue em Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira, está envolto em polémica pela sua construção ter avançado antes de ter sido aprovada em reunião de câmara.

O Grupo de Dadores de Sangue de Vialonga pediu financiamento para a obra ao município mas não esperou que a proposta fosse aprovada e avançou com as obras. Na última semana, quando em reunião de câmara se discutia a proposta de apoio à obra, a novidade do monumento já estar construído apanhou os autarcas de surpresa e a entrega do apoio foi suspensa para que o presidente do município, Alberto Mesquita (PS), apurasse junto da direcção do grupo que circunstâncias levaram a que a obra avançasse antes de estar aprovada.

Alberto Mesquita diz que nunca teve dúvidas que era "justa" uma homenagem a todos os dadores de sangue, "um sinal de generosidade que deve ter grande atenção e respeito" da comunidade. Mas não escondeu estar "profundamente incomodado" pelo facto do monumento ter sido construído antes de ter sido aprovado o apoio.

"As pessoas devem pensar nas consequências dos seus actos e se não fosse pensar no grupo de dadores eu diria que o presidente da associação errou e não merecia ser apoiado, porque se o monumento está feito é porque a associação tem dinheiro para o fazer", criticou o autarca.

Alberto Mesquita foi ainda mais longe lamentando que os dadores "não tenham culpa" da "decisão do presidente" do grupo que, no futuro, "terá de ter outra atitude, mais reservada" e que exija o licenciamento municipal.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Edição Semanal
    Edição nº 1304
    22-06-2017
    Capa Vale do Tejo
    Edição nº 1304
    21-06-2017
    Capa Médio Tejo