Sociedade | 20-03-2017 19:00

Não há acordo por causa de rua entre escolas em Alverca

Rodoviária e Câmara de Vila Franca de Xira não se entendem sobre este assunto.

A chamada "rua entre escolas", em Alverca, ao lado da Secundária Gago Coutinho, está a ser palco de um braço-de-ferro entre a câmara municipal e a empresa Rodoviária de Lisboa (RL) há quase dois anos que tem prejudicado os utentes, nomeadamente os alunos. E o caso continua sem ter um fim à vista.

Em causa estão obras feitas na rua em Setembro de 2015 pela Câmara de Vila Franca de Xira, que ali gastou 70 mil euros para corrigir os abatimentos do piso causados por décadas de uso dos autocarros. Mas desde as obras que os autocarros com mais de 40 lugares estão impedidos de passar na zona, o que obrigou a empresa a fazer mudanças nos trajectos das carreiras 320, 345 e 360 que são menos vantajosas para os utentes.

Um exemplo dos transtornos pode ser visto no caso da carreira 320, que passava em frente ao CEBI e passou a parar apenas junto à estação de comboios, obrigando os alunos a atravessar sozinhos toda a cidade. A empresa tem feito vários pedidos à câmara para que esta volte a autorizar a passagem dos autocarros na rua entre escolas mas os pedidos têm sido recusados.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo