Sociedade | 26-03-2017 00:01

Pressa foi a culpada por bronca entre Dadores de Vialonga e Câmara de Vila Franca de Xira

Executivo acabou por aprovar esta semana apoio financeiro de 4500 euros para a obra.

Foi enterrado o machado de guerra entre a Associação dos Dadores de Sangue de Vialonga e a Câmara de Vila Franca de Xira em torno da polémica construção do monumento aos dadores que começou a ser construído antes de ter sido aprovado em reunião de câmara.

Na última semana a proposta de apoio voltou a subir a votação dos vereadores, desta vez já com as explicações do grupo para o facto da obra ter avançado antes do tempo e o apoio solicitado de 4500 euros para a obra acabou mesmo por ser atribuído por unanimidade.

Justificou o presidente dos dadores de sangue, José Pires, que o facto da obra ter avançado antes da votação na reunião se deveu à pressa em ter o monumento construído e pronto a inaugurar a tempo da cerimónia do 40º aniversário dos dadores, que se assinalou no dia 23 de Março.

Para isso pediram à Junta de Freguesia de Vialonga que adiantasse materiais e mão-de-obra para ir construindo o monumento até que o financiamento para o mesmo fosse a reunião de câmara.

José António Gomes (CDU), presidente da junta, acedeu ao pedido por considerar "de todo justificado" a importância da obra para a freguesia e o relevo do papel social desempenhado pelo grupo.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo