uma parceria com o Jornal Expresso
26/04/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 29-03-2017 12:22
Cimpor nega responsabilidades nos maus cheiros em VFX
Moradores queixaram-se da existência de maus cheiros e de um fumo amarelo, ao qual atribuíram à laboração da empresa de cimento Cimpor.

A Cimpor negou, na noite desta terça-feira, 28 de Março, ter qualquer responsabilidade nos maus cheiros que têm afectado a localidade de Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira, após criticas dos moradores e da autarquia à laboração da fábrica.

O presidente da Junta de Freguesia de Alhandra, Mário Cantiga, e alguns moradores queixaram-se ontem da existência de maus cheiros e de um fumo amarelo, ao qual atribuíram à laboração da empresa de cimento Cimpor.

O presidente da Junta de Freguesia de Alhandra referiu que na sequência das queixas dos moradores enviou um ofício às entidades que tutelam as questões ambientais.

Fonte da cimenteira Cimpor negou que os cheiros sentidos pelos moradores estejam "relacionados com o seu processo de produção de cimento".

"Os gases emitidos pelas chaminés dos fornos são monitorizados em contínuo, através de analisadores calibrados por entidades acreditadas e os resultados dessa monitorização são enviados às entidades oficiais", refere a nota na qual é acrescentado que "todos os valores registados são significativamente inferiores aos limites definidos na legislação".

Em Julho do ano passado, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e a Junta de Freguesia de Alhandra tinham-se queixado no Parlamento do aumento do nível de partículas de poeiras no ar e dos maus cheiros constantes, solicitando na ocasião uma vistoria ao sistema de limpeza.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Edição Semanal
    Edição nº 1295
    20-04-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1295
    20-04-2017
    Capa Vale Tejo