Sociedade | 05-04-2017 20:15

Mais um buraco no quartel dos Bombeiros de Minde

Situação provocada pela existência de um algar no local

Os Bombeiros de Minde voltam a estar afectados por um aluimento de terras, que provocou um buraco, no local onde existe um algar (cavidade formada naturalmente e típica das regiões cársicas). Desta vez, o buraco encontra-se nas traseiras do quartel mas não prejudica as entradas e saídas das viaturas de emergência.

A presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, diz a O MIRANTE que já está a ser feita uma avaliação técnica, que deve estar concluída até ao final da semana. “É uma situação urgente", afirma.

Esta é uma situação que já está sinalizada pela Divisão de Planeamento e Gestão de Obras Municipais (DPGOM) desde há uns anos e a Câmara de Alcanena tem realizado um conjunto de intervenções no local face aos vários episódios que têm surgido. De acordo com explicações dadas por Fernanda Asseiceira, esta é uma zona de “bastantes constrangimentos geológicos existindo mesmo aí nesse local um algar”.

O primeiro episódio foi em Junho de 2010, seguindo-se outro em Junho de 2014 e outro em Fevereiro de 2015, que causou constrangimentos na área de entradas e saídas das viaturas de emergência.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo