Sociedade | 08-04-2017 10:03

Empresa de camionagem em Valhelhas discorda de moradores queixosos

Empresa de camionagem em Valhelhas discorda de moradores queixosos
TORRES NOVAS

Populares pedem a transferência de terminal de camiões para zona industrial.

"Ninguém pode obrigar o terminal de camionagem a sair de Valhelhas porque não há fundamento legal para isso". A garantia é de Pedro Paulino, advogado da empresa Transportes Faria Rodrigues & Filhos, Lda., com sede em Alcanena, que tem instalações naquela aldeia do concelho de Torres Novas. Em causa estão queixas de alguns moradores que pedem a transferência do terminal para uma zona industrial devido aos incómodos que o trânsito de pesados causa na zona.

O advogado sublinha que a empresa funciona dentro da legalidade e que não há motivos para mudar. "Os veículos estão licenciados. O posto de abastecimento de combustível está licenciado e serve de facto a actividade, com o alvará de utilização 38/12". E acrescenta: "Uma empresa desta natureza para operar legalmente nem sequer precisa de ter estaleiro. No dia que colocarem uma interdição de estacionar no terreno propriedade da empresa, a empresa estaciona os veículos na beira da estrada porque pode".

São cerca de 30 camiões de longo curso que todas as segundas-feiras saem de Valhelhas, no concelho de Torres Novas, em direcção à Europa para depois voltarem a entrar na aldeia à sexta. Alguns moradores não gostam da movimentação e querem que o terminal de camionagem, existente naquele lugar há muitos anos, seja transferido. Para isso, lançaram uma petição e formaram uma comissão dizendo representar a população. Recolheram cerca de 40 assinaturas mas, de acordo com os empresários, "apenas 12 são moradores em Valhelhas, as restantes pessoas nem sequer vivem na aldeia".

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo