Sociedade | 12-04-2017 14:11

Torres Novas indemniza Grupo Lena em 280 mil euros

Em causa está decisão de interromper as obras de reconversão do Convento do Carmo, em Torres Novas, em Outubro de 2012.

A Câmara Municipal de Torres Novas chegou a acordo com a empresa Lena Construções e vai pagar uma indemnização no valor de 280 mil euros à empresa por ter sido obrigada a interromper as obras de reconversão do Convento do Carmo, em Torres Novas, em Outubro de 2012.

A câmara municipal adjudicou as obras no âmbito de uma candidatura comunitária mas teve que mandar suspender a empreitada porque o apoio monetário lhe foi retirado pelo programa Mais Centro. Tal decisão teve a ver com desvios ao projecto inicialmente candidatado.

Na época, o então presidente da câmara, António Rodrigues (PS), alegou que as alterações ao projecto inicial tinham sido feitas por imposição do Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico. Apesar disso teve que mandar suspender as obras, fazer alterações ao projecto e abrir novo concurso, para beneficiar do apoio comunitário, uma vez que a autarquia não tinha dinheiro para suportar os custos do resto da obra.

O novo concurso foi ganho por outra empresa e a Construtora do Lena a quem a obra tinha sido adjudicada inicialmente reclamou uma indemnização em tribunal superior a um milhão de euros.

No dia 11 de Abril, em reunião de câmara, o actual presidente, Pedro Ferreira (PS), deu a informação que tinha chegado a acordo com a Construtora do Lena para o pagamento da indemnização de 280 mil euros.

* Notícia completa na próxima edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo