Sociedade | 13-04-2017 17:03

Câmara disposta a dar ajuda às vítimas de legionella

Presidente da Câmara de Vila Franca de Xira diz que há necessidade de ajudar as pessoas que foram deixadas de lado pelo Ministério Público.

A Câmara de Vila Franca de Xira está a avaliar novas formas de ajudar as vítimas do surto de legionella que foram deixadas de lado pela acusação do Ministério Público (MP) e que não têm dinheiro para agir sozinhas na justiça.

Uma das formas pode vir a ser o apoio financeiro a quem precisar, deu a entender o presidente da câmara, Alberto Mesquita (PS), na última sessão da assembleia municipal, recusando adiantar, para já, mais pormenores sobre a ideia.

O autarca diz que a medida ainda terá de ser avaliada com o departamento jurídico mas é “bem provável” que dentro de pouco tempo leve uma proposta a reunião de câmara sobre o assunto, depois do autarca se ter reunido na última semana com uma munícipe que lhe foi pedir ajuda para avançar na justiça. Recorde-se que dos mais de 400 casos de infecção, só em 73 o MP conseguiu estabelecer um nexo de causalidade entre as bactérias e as fábricas responsáveis pelo surto.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo