uma parceria com o Jornal Expresso
28/06/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 17-04-2017 01:34
Fabrióleo processa Câmara de Torres Novas
Presidente do município, Pedro Ferreira, diz estar tranquilo com processo da Fabrióleo contra Câmara de Torres Novas.

A Fabrióleo - Fábrica de Óleos Vegetais, S.A. colocou a Câmara Municipal de Torres Novas em tribunal, revelou o presidente do autarquia, Pedro Ferreira.

“A notificação que recebemos entregámos na secretaria de Estado do Ambiente” indicou. Pedro Ferreira adiantou a existência de “uma vistoria durante o mês de Maio às instalações fabris” da empresa, sendo que será notificada de tal.

Essa vistoria envolve “todas as entidades que têm poder na matéria. "Aguardemos as conclusões”, diz o autarca, acrescentando “ficar na expectativa”, tal como a Comissão Municipal do Ambiente, por ser “crucial nesta fase do processo da empresa”.

O valor da acção administrativa é de 30.000,01 euros e deu entrada a 23 de Março no Tribunal Administrativo de Leiria. Em causa está o chumbo da declaração de interesse público municipal (DIM) à empresa e o envolvimento do nome da mesma em questões ambientais, relacionadas com a ribeira da Boa Água.

Pedro Ferreira justifica a não atribuição da DIM à Fábrióleo sublinhando não serem “por razões populares, embora não me demita enquanto for presidente da Câmara de Torres Novas de poder incorporar grupos que entenda serem justos no caso ambiente ou de outras situações anómalas que prejudiquem a saúde ou o bem-estar social das pessoas”. Assim, o presidente garante ter existido “uma avaliação técnica” aquando dos pedidos das DIM por várias empresas. Sendo a principal referência “os valores que os serviços municipais atribuíram” segundo as regras que têm para funcionar.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Edição Semanal
    Edição nº 1304
    22-06-2017
    Capa Vale do Tejo
    Edição nº 1304
    21-06-2017
    Capa Médio Tejo