uma parceria com o Jornal Expresso
28/06/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 20-04-2017 01:13
Enquanto não chegam as obras continuam os atropelamentos na Nacional 3 em Azambuja
AZAMBUJA
PREOCUPAÇÃO. Moradores de Vila Nova da Rainha temem pela sua segurança sempre que precisam de atravessar a Estrada Nacional 3
Passadeira para peões situada numa curva há muito que é considerada perigosa

Em média morrem duas pessoas e quatro ficam gravemente feridas, todos os anos, no troço entre Carregado a Azambuja. População pede medidas que permitam reduzir perigo na passadeira, que é usada várias vezes ao dia pela população para aceder à estação de comboio e apanhar o autocarro.
O troço da Estrada Nacional nº 3, entre o Carregado a Azambuja, e que atravessa a localidade de Vila Nova da Rainha, é considerado perigoso devido aos frequentes acidentes. Um dos locais de maior risco é numa passadeira perto da estação dos comboios, que pela sua configuração, continua a fazer vítimas quase todas as semanas. Já foram prometidas obras para o troço, nos próximos três anos, mas enquanto os trabalhos não são feitos há pessoas a serem atropeladas.
Na última semana voltou a verificar-se um atropelamento no local embora sem gravidade. Há um ano, em Março, uma habitante perdeu a vida depois de ter sido atropelada por um camião quando atravessava na passadeira. A colisão desta última semana veio avivar os receios da população sobre o que consideram ser a perigosidade da estrada. Alguns moradores dizem que o problema está a ser desviado para a valeta e pedem uma intervenção que permita reduzir os acidentes no local.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Edição Semanal
    Edição nº 1304
    22-06-2017
    Capa Vale do Tejo
    Edição nº 1304
    21-06-2017
    Capa Médio Tejo