Sociedade | 26-04-2017 12:27

Antigos autarcas lembraram os tempos em que faltava quase tudo e não havia dinheiro

Antigos autarcas lembraram os tempos em que faltava quase tudo e não havia dinheiro

Histórias de “40 anos de Poder Local” contadas na primeira pessoa celebraram Abril em Sardoal.

Dezasseis antigos autarcas e o presidente da Câmara Municipal de Sardoal, Miguel Borges (PSD), estiveram à conversa durante cerca de três horas sobre as suas experiências enquanto autarcas em democracia.

A conversa, que foi inserida no âmbito das comemorações do 25 de Abril, contou com a presença de figuras que exerceram o cargo de presidente da assembleia municipal, da câmara e de junta de freguesia no concelho de Sardoal nos últimos 40 anos, e todos os ex-autarcas eleitos lembraram a “falta de tudo” quando o poder local começou a dar os primeiros passos.

Em Sardoal, “a câmara estava a cair, não tínhamos meios humanos, não tínhamos dinheiro, nada”, afirmou a ex-presidente da câmara Francelina Chambel. Naquela época ainda não existia a Lei das Finanças Locais e “as próprias câmaras não sabiam como funcionar”.

Nas freguesias o cenário era ainda pior. “Nem água, nem luz, nem alcatrão nas estradas e muitas aldeias nem fontanários tinham. Foi uma luta terrível”, continuou a antiga presidente do município durante a iniciativa “40 anos de Poder Local – À conversa com os protagonistas da nossa história local”, organizada pelo município de Sardoal e que decorreu, no dia 25 de Abril, no Centro Cultural Gil Vicente.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo