Sociedade | 12-05-2017 17:26

Companhias profissionais de teatro de Vila Franca de Xira cancelam programação

Em causa menos verbas que as previstas para a actividade regular das companhias.

As duas companhias profissionais de teatro do concelho de Vila Franca de Xira, o Cegada de Alverca e a Inestética, do Sobralinho, anunciaram na semana passada nas redes sociais o cancelamento forçado de parte da programação cultural que estava previsto para 2017.

Em causa está a redução das verbas previstas para apoio à actividade regular que as duas companhias esperavam receber ao abrigo do Programa de Apoio ao Movimento Associativo (PAMA) criado pelo município de Vila Franca de Xira, que este ano teve novas regras visando mais equidade na distribuição das verbas entre todos os grupos de teatro. Dos 60 mil euros que a câmara atribuiu aos oito grupos de teatro do concelho, o Cegada recebeu 8.400 euros e a Inestética 10.975 euros deste programa.

“Como consequência do corte no apoio lamentamos anunciar o cancelamento da programação cultural do Palácio do Sobralinho, prevista para os restantes meses de 2017, que incluía uma mostra de curtas de teatro, dança, ópera, duas sessões da tertúlia gastronómica Cozinha com Histórias, teatro infantil, yoga, um workshop de performance, filosofia para crianças, residências artísticas e um concerto de jazz”, informa a Inestética.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1325
    15-11-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1325
    15-11-2017
    Capa Vale Tejo